AMANHÃ

 

Bruno Kampel

 

 

Remexendo nos arquivos do futuro,
encontrei-me a nadar no longo mar
da Felicidade conquistada. 
Depois, voltando ao hoje, que nada
mais é do que o passado do futuro,
entendi, ao ver o ar de êxtase
refletido no meu rosto, que
certamente um dia, ou depois,
ou quando o tempo assim
o decidisse, o Amor, ou o nome
que tenha esse entregar-se
sem limites, visitará o lugar
onde hoje hospedo apenas
uma espera senil e interminável,
e lá definitivamente fincará
suas raizes, Senhor e soberano. 

 

 

 



Procura pelo nome do autor, ou pelo título, ou por uma
palavra avulsa:

 


 

Manda esta página a um amigo
  e-mail do amigo:


 



Poema de Amor Noite em claro Nova era
O convite  Amor virtual Insone
Promessa Poetando Ontem
Solitude Sim! Ela 
Mulher Metamorfose   Amanhecer  
Saudade Senhora Amanhã